6 Formas De Reduzir A Taxa de Condomínio

6 Formas De Reduzir A Taxa de condomínio

Reduzir a taxa de condomínio pode ser um desafio para um síndico. Felizmente existem maneiras de diminuir os gastos com manutenção e que ajudarão a tornar o condomínio mais econômico – o que é benéfico para todos.

Uma reportagem do UOL entrevistou alguns especialistas nesse assunto. Segundo Angélica Arbex, as despesas geralmente são divididas da seguinte maneira: 40% a 50% são destinados às despesas de folha, como salários e encargos; 20% a 30% são gastos com consumo de água, luz, gás, telefone.

O que acontece é que apenas 15% vão para contratos de manutenção, elevadores, bombas e seguros, enquanto 10% são destinados às despesas administrativas, bancárias, fundos de reserva e pequenos reparos.

Dessa forma, ele também consegue destinar uma parcela maior do valor para questões de manutenção, por exemplo.

Entender como funciona isso é importantíssimo para que o síndico consiga se organizar de maneira a diminuir os custos. Dessa forma, conseguir se comunicar assertivamente com os condôminos, ainda mais quando há uma oposição, é essencial para poder reduzir a taxa de condomínio.

Sem mais delongas, fique por dentro agora das 6 formas de reduzir a taxa do condomínio. Confira!

 

1. Implantação De Sistema De Gás Natural Pode Ser Solução Para Conter Gastos!

Resultado de imagem para sistema gás natural condominio

A nossa primeira sugestão é que seja analisada a possibilidade de implantar um sistema de gás natural na região. Também conhecido como gás canalizado, esse serviço pode representar uma boa economia!

Dessa forma, será extinto o sistema de rateio e cada apartamento contará com a sua própria conta mensal, de modo que arquem com suas próprias despesas.

Uma boa administradora de condomínios pode ajudar o síndico na implantação deste novo sistema. Saiba como escolher uma boa parceira neste outro texto que escrevi.

 

2. Reaproveitamento de água de chuva!

Outra sugestão que traz excelentes resultados quando o assunto é reduzir a taxa de condomínio é aplicar sistemas de reaproveitamento da água da chuva. Isso pode ser o suficiente para reduzir em até 50% o consumo de água!

Além disso, não podemos ignorar o fator sustentável que envolve essa atitude, e que com certeza é um apelo importantíssimo para os dias atuais. Afinal, os assuntos voltados para a sustentabilidade estão cada vez mais em pauta!

 

3. Instalação De Lâmpadas De LED Pode Ser Uma Solução Interessante Para Diminuir Os Gastos Com Energia Elétrica!

A instalação de lâmpadas de LED é outra coisa que pode ser facilmente implantada e que ajudará a conter os gastos de consumo no condomínio. Essas lâmpadas garantem uma economia surpreendente, e realmente são ótimas escolhas para os condôminos.

Estima-se que mais de 15% dos gastos com energia elétrica no Brasil sejam decorrentes especificamente da iluminação.

A lâmpada de LED utiliza de 70% a 80% menos energia do que a luz fluorescente, e ainda tem o benefício de ser altamente reciclável.

Entretanto, outra vantagem é a sua vida útil que costuma ser bem mais extensa. Uma das grandes diferenças entre a LED e a Fluorescente é que a primeira não contém mercúrio, o que a torna mais benéfica ao meio ambiente.

 

4. Contratação de portaria remota:

Resultado de imagem para portaria remota condominio
taxa de condominio

A contratação de portaria remota ou virtual já é uma realidade cada vez mais frequente e pode ser a solução para diminuir a taxa de condomínio. Afinal, é uma opção mais barata do que manter um profissional a todo tempo.

Ela funciona de maneira muito simples e altamente tecnológica: o porteiro consegue liberar ou travar os portões a distância, através do monitoramento 24 horas por meio de câmeras e internet.

Ademais, é possível diminuir até 50% dos gastos com um dos salários mais caros: o do porteiro. Na verdade, o valor será pago para a empresa que é responsável por manter o sistema de portaria virtual em pleno funcionamento.

 

5. É Preciso Evitar A Inadimplência Crônica na Taxa de condomínio

Uma dos aspectos que pode comprometer o condomínio é a inadimplência. Isso se torna ainda mais grave quando ela é crônica e passa a fazer parte efetiva da rotina do condomínio.

É função do síndico garantir a receita local, que será utilizada para a realização de manutenções e melhorias no ambiente.

Por isso a inadimplência precisa ser constantemente combatida! Isso trará benefícios, inclusive, na hora de diminuir a taxa de condomínio.

Uma empresa garantidora de receita pode ser a escolha perfeita para melhorar essa questão. Elas atuam de maneira ligeira, prestando contas a respeito da receita do condomínio já no dia seguinte ao seu vencimento.

 

6. Revisão constante da infraestrutura evitará gastos excessivos

Por fim, mas não menos importante, a revisão frequente da infraestrutura do local fará com que a taxa de condomínio seja reduzida de maneira eficaz.

Isso porque evita que o prédio sofra com obras muito caras por conta da negligência, além de evitar acidentes que coloquem em risco a vida dos moradores.

Portanto, sugerimos que a revisão deve ser semestral e ter uma administradora por perto ajuda muito com isso, ainda mais se houver uma comunicação eficiente entre as duas partes. Com isso, será possível prevenir e identificar falhas antes que se tornem extravagantes, solucionando-os previamente aos gastos exorbitantes.

É função não somente do síndico, mas de todos os moradores manterem uma atenção com relação a isso. Com certeza é uma forma de criar um planejamento orçamentário que seja mais adequado.

Essas são as formas de reduzir a taxa de condomínio que você pode adotar e que com certeza trarão excelentes resultados para o seu prédio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *